Campo Grande (MS), Sábado, 02 de Março de 2024

ENTREVISTA

CINEMA - Ovelha Negra a criminalidade está na escolha e não na cor 

24/01/2024

10:05

ALESSANDRA PAIM

©DIVULGAÇÃO

Ovelha Negra é um curta-metragem com duração de 08min.e 36s. O filme faz uma crítica às pessoas que julgam a polícia por prender só negros. A sociedade criou um estereótipo do negro sempre ser vítima pela sua cor e Ovelha Negra mostra que independente da sua cor, da sua origem e classe social o que define uma pessoa ser criminosa é a sua escolha. Davi Pierre fundador e diretor do filme concedeu a entrevista para a Página Expressando com Alessandra Paim para falar todo contexto do curta-metragem Ovelha Negra. Falou também de outros filmes produzidos por ele e sua equipe para 2024. Fica meu muito obrigada pela entrevista Davi Pierre e estendo meus agradecimentos para o Marco Aurelio Dos Santos (“Kao”) produtor, diretor de fotografia, captador de áudio que fez parte na produção do curta Ovelha Negra. Sucesso nesse trabalho e os futuros projetos.  

Segue a entrevista completa:

Expressando com Alessandra Paim - Fale sobre o curta- metragem Ovelha Negra? 

Davi Pierre_ Ovelha Negra é um filme de ficção, ou seja, é uma história que não é real, não foi baseada em fatos reais. Foi algo que a gente criou da nossa cabeça, de contar uma história, algo que a gente acredita. Por ser um curta-metragem em ajustes nacionais e internacionais, tem gente que fala que é 15 minutos, outros 25min, outros 10min. Mas para concorrer a festivais internacionais, a gente prefere deixar até no máximo, 15 min que consegue abarcar qualquer Festival Internacional de Cinema. Então, Ovelha Negra é um curta-metragem e tem duração de 8 min e 36 segundos. 

Expressando com Alessandra Paim - Como foi a ideia de criar esse curta? 

Davi Pierre_ desde o começo de 2023 eu estava produzindo meu longa metragem chamado “Sala Secreta” que é um longa-metragem, que é um filme com mais de 75 minutos de duração, é um projeto maior. Com a dificuldade de encontrar agenda dos atores, teve um certo tempo que ficamos parados, não tinha tempo gravar por causa dos atores. Era trabalho, faculdade, viagens. E nesse tempo de ociosidade, decidi pra não ficar parado escrever esse curta-metragem, para a execução desse curta durou desde a primeira linha de roteiro até o lançamento do filme, foram 02 meses. E nesse ato de gravação, do meu longa-metragem da “Sala Secreta”, eu escrevi esse projeto chamado Ovelha Negra. E como eu sou policial as pessoas me perguntam: Poxa Davi, você é negro, policial e artista e a polícia só prende pessoas negras. Eu disse: não! a polícia não prende pessoas negras, a polícia prende bandidos. Infelizmente, há muitos setores da sociedade que vitimizam pessoas negras. Quando falamos de negros, nós abarcamos várias cores, pardos, negros e generalizam tudo pra negro. E por isso eu decidi escrever esse filme Ovelha Negra que conta história de 02 irmãos da mesma origem, mesma educação. Um seguiu pra área da justiça, se tornar policial e o outro seguiu pra área do crime. Pra não falar que o negro está no crime por falta de oportunidade, e não, isso é uma questão de escolha. E essa questão de escolha de mostrar que realmente que o crime não tem cor e se a gente olhar pessoas brancas cometem crimes, pessoas amarelas cometem crimes, rosas cometem crimes... todo mundo comete crimes. Mas o que choca mais, quando um negro até para corroborar uma narrativa de que o negro é vítima da sociedade, que temos uma dívida histórica com negros. Eu por se policial, negro, nordestino e artista, eu posso falar por várias coisas, eu estou no lugar de fala, apesar de eu não concordar nada com isso, acho que todo mundo pode falar o que quiser, todo mundo é livre. Resumindo, a ideia da Ovelha Negra é uma crítica para aquelas pessoas que falam que os policias só prendem pessoas negras. Não, policiais só prendem bandidos, independente da cor. 

Expressando com Alessandra Paim - Quem é o responsável pelo projeto? 

Davi Pierre_ o principal responsável sou eu Davi Pierre, eu escrevi o roteiro, eu dirigi. Mas chamei o Marco Aurélio, “Kao” amigo de longa data, já fizemos diversos filmes. Conheci ele em 2016, há 10 anos que trabalhamos juntos. Ele sempre me ajuda quando eu preciso e eu ajudo na área dele, da música, dos vídeos dele. Por ser um filme que é só um ator, que sou eu, que faço 02 personagens em uma sala fechada, decidi esse curta só com um ajudante, que é o “Kao”. Na verdade, ele é muito mais que um ajudante, ele fez muito mais que ajudar, deu ideias, ajudou na fotografia, esse projeto eu criei com ele, já posso chamar de amigo, Marco Aurelio “Kao”. 

Expressando com Alessandra Paim - Quem são os personagens? 

Davi Pierre_ os personagens são 02 irmãos gêmeos negros, Rodrigo que é um policial investigador e Rafael que é um criminoso que decidiu seguir o lado errado da justiça. São gêmeos, tiveram a mesma origem, a mesma educação e por causa das suas escolhas, cada um foi para um lado, um foi pro lado da justiça e o outro pro lado do crime. 

Expressando com Alessandra Paim - O que retrata o curta “Ovelha Negra” com a nossa realidade? 

Davi Pierre_ o crime não tem cor. Não importa a sua origem, o seu grau de instrução, sua classe social. Infelizmente, o crime está dentro de qualquer classe social. E muitas pessoas tentam livrar alguns bandidos por causa da sua cor, fala que por negro é vítima da sociedade, por isso ele comete crimes. Mas todo mundo tem escolha, ou de seguir uma vida digna, uma vida honrosa ou ir pro crime por que muitas vezes é mais fácil por certos tipos de pessoas. Eu por ser negro, não acredito isso que o negro só vai pro crime por ser negro, por ele é vítima por ter uma história. Eu por ser negro, acredito que ninguém tem uma dívida comigo, eu não fui escravizado, meu pai não foi escravizado, meu avô não foi escravizado. Houve escravidão no Brasil e no mundo e é uma coisa lamentável e muitas pessoas usam dessas narrativas para tentar explicar suas atitudes erradas e isso eu acho deplorável. Essa é a ideia de Ovelha Negra, que o crime não está na sua origem e sim nas suas escolhas. 

Expressando com Alessandra Paim - Onde podemos assistir o curta Ovelha Negra? 

Davi Pierre_ para assistir esse filme pode entrar em contato comigo ou com o Marco Aurelio e pedir o link. A gente não pode abrir o nosso filme em modo público no Youtube, para que ele não seja desclassificado dos editais dos festivas de cinema.  

Expressando com Alessandra Paim - Projetos em andamento, fale um pouco 

Davi Pierre_ o Sala Secreta estamos em fase de edição, creio que até meio do ano a gente vai fazer uma premier bacana em um dos cinemas de Campo Grande. É um filme que durou muito tempo para ser feito, já tem quase 01 ano produzindo esse filme e a galera se empenhou bastante e está ficando muito bom. Sala Secreta é um filme que conta a história de agentes de elite e tem que descobrir um atentado contra o atual presidente e eles usam de métodos como torturas e a gente fala isso de uma maneira mais bonita, como interrogatório mais aprimorado pra conseguir essas informações, por isso sala secreta. É um filme que eu estou criando muita expectativa, os atores que nos ajudaram, atores renomados do MS, como Expedito de Montebranco, vários atores da escola de teatro Adote, onde eu faço parte. Então, estamos em fase de finalização de sala secreta. Estamos fazendo um curta chamado “O Esquema” fala a respeito do desvio de dinheiro público na época da pandemia. Para 2024 a pretensão é fazer 03 a 04 filmes, 02 curtas e 02 longas. E temos atores de qualidade da Escola de teatro Adote para fazer uma entrega de qualidade. Importante destacar que nenhum desses filmes tem dinheiro público, nada contra o dinheiro público, financiamento público, já peguei dinheiro público pra fazer 02 filmes. Mas na atual situação eu prefiro deixar esse dinheiro para aquelas pessoas que estão começando, pra quem não fizeram filme ainda. 

MENSAGEM 

“O crime não tem cor, o crime não tem classe social, o crime não quer saber da sua origem, tudo vai depender das nossas escolhas. Você crescer em determinado local ou você ter uma educação que talvez não seja tão privilegiada, você morar num local não tão privilegiado não diz que vai ir pro lado da criminalidade. Já vimos pessoas de classe social alta que não precisa disso e cometem crimes. Essa é a mensagem que eu queria deixar e também a mensagem geral é de gratidão e falar uma coisa que falo pra todo mundo, pelo menos a galera que trabalha comigo, ninguém faz nada sozinho, Assim, como eu não poderia fazer esse filme sozinho, sem o Marco “Kao”. Outros filmes também, eu não conseguira porque ninguém faz nada sozinho”, Davi Pierre. 

REFERÊNCIAS DE PESQUISAS 

Facebook  - DAVI PEIRRE 

YOUTUBE https://www.youtube.com/@davi_pierre 


Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Últimas Notícias

Veja Mais

Envie Sua Notícia

Envie pelo site

Envie pelo Whatsapp

Jornal do Estado MS © 2021 Todos os direitos reservados.

PROIBIDA A REPRODUÇÃO, transmissão e redistribuição sem autorização expressa.

Site desenvolvido por: