Campo Grande (MS), Terça-feira, 21 de Maio de 2024

ARTIGOS

Tudo é uma questão de escolha

21/04/2024

08:00

WILSON AQUINO

WILSON AQUINO*

A vida é um constante fluxo de escolhas, desde o instante em que despertamos pela manhã até nos recolhermos à noite. Diante de nós se apresentam uma miríade de situações que exigem nossa decisão, desde os atos mais triviais, como escovar os dentes, até as decisões mais complexas que moldam nosso destino. Cada escolha que fazemos, cada caminho que tomamos, delineia o curso de nossas vidas, determinando os frutos que colheremos. É inegável que boas escolhas nos conduzem a resultados gratificantes, enquanto escolhas equivocadas carregam consigo suas próprias consequências.

O adágio “Educação vem de berço” ressalta a importância crucial dos primeiros anos de vida na formação de indivíduos responsáveis e éticos. Desde a infância, é essencial inculcar valores e hábitos saudáveis, a fim de evitar conflitos futuros e conduzir os jovens para longe das trilhas perigosas que podem levá-los à delinquência ou à dependência química.

O papel dos pais neste processo é irrefutável. Não se resume apenas a prover sustento material, mas requer um envolvimento ativo na vida dos filhos, transmitindo princípios morais e espirituais que os guiem na tomada de decisões ao longo da vida.

Aqueles pais que têm a sabedoria de introduzir seus filhos no conhecimento e amor por Deus, assim como na prática da fé, proporcionam-lhes um alicerce sólido para enfrentar os desafios do mundo. A participação regular na vida da comunidade religiosa, aliada ao esforço de viver conforme os ensinamentos divinos, promove bênçãos inestimáveis para toda a família. A promessa bíblica de que a educação no caminho correto garantirá um futuro firme e seguro ecoa como um farol de esperança para os pais que se empenham nessa missão sagrada.

Diante das encruzilhadas da vida, é fácil sucumbir à tentação do atalho mais fácil, do prazer imediato, sem considerar as ramificações éticas e morais das nossas escolhas. No entanto, são nos momentos de adversidade que o verdadeiro caráter de uma pessoa é revelado. Escolher o bom caminho nem sempre é fácil, mas é sempre o certo. É a coragem de resistir às pressões do mundo e permanecer fiel aos nossos princípios que definem nossa verdadeira grandeza.

Enfrentamos tempos desafiadores, nos quais as ameaças à estabilidade familiar e individual parecem se multiplicar. Nesse contexto, cultivar uma fé profunda e uma devoção sincera ao Senhor se torna mais do que uma necessidade, é uma âncora para a alma. É através da oração constante, da reverência e da adesão aos preceitos divinos que encontramos a fortaleza para resistir às tormentas que assolam nossa jornada.

As Escrituras Sagradas nos advertem sobre as tribulações porvir, mas também nos asseguram que, ao permanecermos firmes na fé, seremos guardados pela mão divina, mesmo diante dos mais árduos desafios. Este é o grandioso Plano de Salvação que nos guia rumo à eternidade, uma promessa de redenção e renovação para toda a humanidade.

Encontramos inúmeras passagens, nas Escrituras, que nos exortam a escolher o caminho da retidão e da sabedoria. O livro de Provérbios, em particular, nos oferece uma orientação valiosa: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; e o conhecimento do Santo é prudência” (Provérbios 9:10). Essa sabedoria divina nos guia para longe dos caminhos da perdição e nos conduz à plenitude da vida em comunhão com o Criador. Da mesma forma, as palavras do apóstolo Paulo aos Filipenses ecoam como um chamado à excelência moral: “Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” (Fp. 4:8). Ao seguir esses preceitos divinos, somos capacitados a fazer escolhas que não apenas enriquecem nossas vidas, mas também glorificam o nome do Senhor.

Portanto, que possamos encarar cada decisão com a seriedade que merece, buscando constantemente a orientação divina e o fortalecimento espiritual. Ao fazer bom uso do nosso livre-arbítrio, honramos o dom precioso que nos foi concedido e participamos ativamente da realização do plano divino para a humanidade. Que nossas escolhas sejam sempre permeadas pela luz da verdade e pelo amor incondicional de Deus, para que possamos trilhar o caminho da vida em toda a sua plenitude e alcançar a bem-aventurança eterna prometida aos que escolhem seguir os mandamentos do Senhor.


Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Últimas Notícias

Veja Mais

Envie Sua Notícia

Envie pelo site

Envie pelo Whatsapp

Jornal do Estado MS © 2021 Todos os direitos reservados.

PROIBIDA A REPRODUÇÃO, transmissão e redistribuição sem autorização expressa.

Site desenvolvido por: