Campo Grande (MS), Quinta-feira, 25 de Abril de 2024

POLICIAL

Morta pelo marido após discussão por ciúmes foi atingida por 12 facadas

Marido ainda desferiu facadas no próprio corpo, foi socorrido e transferido para a Santa Casa da Capital

22/01/2024

12:05

CAMPOGRANDENEWS

Dayene Paz e Sidney Assis, de Coxim

Marta Leila, em foto publicada no Facebook. (Foto: Redes sociais)

Autópsia terminou no fim da manhã desta segunda-feira (22) e constatou que Marta Leila Silva Neto, 37, levou 12 facadas pelo corpo. O marido dela, Sipriano Nascimento de Oliveira, 52, suspeito de matá-la, desferiu facadas no próprio corpo e está internado em estado grave. O crime aconteceu em uma casa, no distrito de Silviolândia, em Coxim, a 253 km de Campo Grande, após discussão por ciúmes.

Segundo apurado pela reportagem do Campo Grande News, inicialmente a perícia encontrou seis perfurações, mas exame mais detalhado no corpo constatou 12 lesões que atingiram várias partes, principalmente tórax. Contudo, o golpe fatal foi no pescoço. Agora, o corpo deve ser liberado para os trâmites funerários.

O crime - O casal estava na residência, na Rua Curitiba, quando aconteceu discussão por ciúmes. Marta mandou Sipriano embora da casa, mas no momento em que ele saía, iniciaram uma nova discussão. Foi quando Marta pegou uma faca de cozinha e desferiu contra Sipriano. O homem, então, pegou outra faca maior e desferiu golpes contra a mulher.

Vizinhos escutaram pedidos de socorro e acionaram a polícia. A vítima foi encontrada aos fundos do imóvel com seis perfurações pelo corpo, em meio a poça de sangue. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas não houve tempo de socorrer Marta e a morte foi constatada na residência.

Após atingir a esposa, Sipriano também desferiu golpes de faca no próprio corpo. Foram pelo menos duas facadas contra o tórax. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Regional de Coxim. Depois, transferido em estado grave para a Santa Casa da Capital.

Segundo apurado pela reportagem do Campo Grande News, a relação entre os dois era conturbada, com constantes brigas, também idas e vindas, por causa do ciúme de Sipriano em relação à esposa. A vítima deixou um filho adolescente, de 14 anos. 


Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Últimas Notícias

Veja Mais

Envie Sua Notícia

Envie pelo site

Envie pelo Whatsapp

Jornal do Estado MS © 2021 Todos os direitos reservados.

PROIBIDA A REPRODUÇÃO, transmissão e redistribuição sem autorização expressa.

Site desenvolvido por: